quinta-feira, 31 de outubro de 2013

A dúvida moral

Aos trancos morais, a humanidade caminha numa direção qualquer que ignoramos mas dificilmente vai ao encontro da entidade divina imaginada pelas religiões. Os deuses pagãos talvez representassem melhor a vocação humana ao vício, ao pecado, à violência e à iniquidade.

As dissertações bem intencionadas são desmentidas pela prática da vida e o mal tem prevalecido sobre o sonho das utopias humanas.


O sucesso do crime, a tortura como política de Estado, drones assassinos, crimes hediondos e diários, a pobreza e a criminosa miséria das populações vizinhas da opulência, máquinas de guerra destruindo e desorganizando nações, são todos sintomas da doença humana. Nada nos anima a acreditar no destino dos homens em busca da perfeição.
Postar um comentário