sábado, 2 de novembro de 2013

A metáfora da vida

Os passos do toureiro diante do ataque de um touro enraivecido, numa coreografia elegante, arrogante, desafiadora, é uma metáfora da coragem do homem diante do destino. Seus significados foram compreendidos por artistas como Ernest Hemingway e Garcia Lorca, que abordaram a complexidade dramática existente no espetáculo do homem que se exibe diante da fera e a desafia.

É um espetáculo violento como a vida, com sangue e surpresas. A consciência humanitária das novas tendências sociais combate hoje as corridas de touro na Espanha, onde elas surgiram desde a ocupação mourisca. Na Catalunha, já foram proibidas. A tradição espanhola reage e o tempo dirá se as touradas terminarão por ser esquecidas.

Ficarão para sempre, no entanto, os versos que Lorca escreveu sobre a morte do toureiro Ignacio Sánchez Mejías, num 13 de agosto, atingido dois dias antes pelo touro Granadino de Ayala, na praça de Manzanares:

A las cinco de la tarde.
Eran las cinco en punto de la tarde.
Lo demás era muerte y sólo muerte
a las cinco de la tarde.




Postar um comentário