sábado, 29 de novembro de 2014

Fim de ano

Copacabana prepara-se para comemorar o fim de mais um ano. Com seus contrastes, tumulto, a soma dos seus crimes e mau comportamento. O verão também se aproxima, o sol ainda não caprichou na força dos seus raios mas já se vê pelas ruas o branco dos turistas estrangeiros que nesta época aparecem em busca de calor.

O bairro alegre prepara-se para a saudação espetacular do ano novo com milhões de pessoas pela praia e o detonar das girandas de fogos. As religiões africanas arrumam suas flores e seus barquinhos de Iemanjá. O bairro triste se tranca nos pequenos apartamentos em que se abrigam os velhos que buscam a tranquilidade inexistente.


Já se enchem os botequins, bandos de jovens juntam-se em rituais de acasalamento e meninos favelados preparam seus arrastões e suas táticas para fugir dos policiais. Como faz todos os anos, Copacabana se prepara para o tempo maior da sua vocação de festa, tumultos, miséria, alegria e caos.
Postar um comentário