domingo, 8 de junho de 2014

O idioma

O idioma é o que dá identidade a um povo. Mais do que raça, religião, história ou crenças. É na linguagem que um povo se reconhece e os homens se vêem uns nos outros, expressam sua dor, esperanças e o desejo de estar no mundo. Fernando Pessoa disse que sua pátria era a língua portuguesa.

Soljenítsin voltou à Russia depois de vinte anos de exílio porque não suportava mais a ausência da sua língua – a sua pátria. Bilac declarou seu amor escrevendo “Amo-te, ó rude e doloroso idioma, em que da voz materna ouvi: "meu filho!" Ao mesmo tempo, qualificava a última flor do Lácio, desconhecida e obscura, como “esplendor e sepultura”.


 A linguagem desenvolveu intelectualmente o bicho humano e foi capaz de resgatar a sua espécie do estado selvagem. Gestos e expressões corporais dão forma ao universo dos surdos-mudos, sons que não existem mas formam a sua fala, interpretando o mundo em sua festa e sua angústia.
Postar um comentário