segunda-feira, 11 de maio de 2015

Céu noturno

A poluição luminosa chama a atenção dos cientistas. Eles divulgaram uma Declaração em Defesa do Céu Noturno e o Direito de Ver Estrelas. Um céu não poluído que permita a sua contemplação, dizem eles, deveria ser considerado como um direito tão importante como todos os direitos pelos quais a humanidade tem lutado ao longo da sua história.

O homem se afasta do mar e do céu enquanto ergue cidades iluminadas e edifícios cercando e sufocando as praias. E vive a dificuldade de contemplar as estrelas. Só nos desertos e regiões isoladas é possível sentir a força e a beleza da infinidade de astros da galáxia da qual fazemos parte.


As praias estão cada vez mais sujas e mais distantes. Prédios, quiosques de mercadorias, arenas e tapumes obstruem a visão do mar. Vazamentos de óleo, lixo e dejetos transformam o mar urbano e todos os lagos e as águas numa feia e venenosa paisagem. Para o planeta nada é pior do que o homem.
Postar um comentário