sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Turistas

Eles já estão por aí, ainda muito brancos, alguns já acometidos da vermelhidão que decorre dos primeiros dias de sol. Muitos vêm de longe e procuram se expressar em inglês deixando atônitos, imóveis, os garçons dos botequins. Outro dia, ajudei um casal a pedir um prato de batatas fritas. Chope, souberam falar.

Um turista não passa despercebido, em nenhuma cidade do mundo. Algo os denuncia, um ar desprotegido e curioso, diferente modo de olhar as coisas, roupas de outra moda, curiosidade por tudo e o jeito meio perdido de  andar na rua.


Talvez seja Copacabana o bairro de maior concentração dos mais de um milhão de turistas que aparecem no Rio durante o verão, como andorinhas migratórias de outros climas. Fogem do frio do Hemisfério Norte, muitos vêm dos outros estados do Brasil para enfrentar o forte  calor destes meses. A beleza da paisagem parece compensar as ameaças que a cidade guarda em suas sombras.
Postar um comentário