quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Dante Milano

Um dos grandes poetas brasileiros, Dante Milano está quase esquecido. Contemporâneo do modernismo, recusou o poema-piada e alguns princípios do movimento, o que talvez tenha contribuido para sua marginalização. Há pouco, o poeta Jorge Elias Neto, num discurso, resgatou sua lembrança e leu este belo poema também quase esquecido:

Salmo perdido

Creio num deus moderno,
Um deus sem piedade,
Um deus moderno, deus de guerra e, não, de paz.

Deus dos que matam, não dos que morrem,
Dos vitoriosos, não dos vencidos,
Deus da glória profana e dos falsos profetas.

O mundo não é mais a paisagem antiga,
A paisagem sagrada.


Cidades vertiginosas, edifícios a pique,
Torres, pontes, mastros, luzes, fios, apitos, sinais.
Sonhamos tanto que o mundo não nos reconhece mais,
As aves, os montes, as nuvens não nos reconhecem mais,
Deus não nos reconhece mais.
Postar um comentário