terça-feira, 20 de agosto de 2013

Retorno

Ela voltou meio trôpega, depois de quase uma semana de internamento na clínica. Um veterinário mais audacioso resolveu submetê-la à cirurgia e extraiu o linfoma. Foram três, os tumores. Agora, é acompanhar o que ela tem de sobrevida. Vi também que a clínica – não o médico - é uma indústria desprovida de sensibilidade montada para a exploração dos sentimentos humanos e do sofrimento dos animais.


Mas ela voltou. Com os olhos muito abertos, assustados, percorreu cada canto da casa. A cadela que a persegue e inferniza sua paciência recebeu-a carinhosamente e lambeu seu pelo demoradamente. Voltou a comer com apetite, toma várias doses de diferentes remédios por dia e continua a me olhar com serenidade e confiança.
Postar um comentário