sábado, 2 de fevereiro de 2013

Contradições


A moça que foi torturada está hoje no centro do Poder. Simboliza que a injustiça, a morte da inteligência e a morte pura e simples como política de Estado sairam por enquanto da cena da nossa História. Até quando, não podemos saber, porque a violência nos espreita em cada esquina e as opiniões estão sempre em choque.

Mas gosto de ver. A reviravolta aconteceu, os que foram banidos voltaram e estão agora procurando defender o que conquistaram, sitiados pelo atraso das mentalidades e de uma ideologia que  o promove. As contradições humanas ganham dimensão épica quando se transferem para a política.

O poder corrompe e a corrupção promove o atraso, a injustiça e uma criminosa ambição de enriquecer rapidamente. A falência da humanidade tal como foi imaginada pelos humanistas. Mas há um certo suspiro de alívio diante do que vivemos no passado recente e do que vivemos agora.
Postar um comentário