sexta-feira, 29 de abril de 2016

O bicho humano



A espécie humana pouco se diferencia das outras. Como todos os mamíferos, ao nascer o homem depende da presença materna para sobreviver. Sem a capacidade de falar e sem nada compreender, passará toda a vida reunindo aos poucos informações que vão formar sua visão do mundo, suas crenças e pensamentos, emoções e o próprio entendimento da realidade.

Dependente do ambiente em que vive, o bicho humano sobreviveu porque soube se adaptar a seu árido planeta. Aprendeu como nele permanecer enquanto outros animais mais fortes sucumbiram e deixaram apenas a memória dos seus restos.

Como as abelhas, somos uma massa de indivíduos que se divide em tipos distintos de uma mesma organização social. No interior dela se desenvolvem territórios diferentes, crenças e modos de vida contraditórios que entram habitualmente em conflito uns contra os outros. Fazemos parte de uma espécie que procura a felicidade nos mitos que negam a condição humana.
Postar um comentário