sábado, 27 de julho de 2013

A batalha

No mundo inteiro, o poder dominante assusta-se com a internet. Pela primeira vez, outras forças exercem sobre a sociedade um tipo de influência política que a democracia clássica jamais havia proporcionado antes: rápida, mobilizadora e até mesmo transformadora.

Este é a razão de todos os governos, em todo o mundo, tentarem dominar este território que até agora conseguiu sobreviver com certa liberdade e alguma anarquia.  O poder é inimigo da liberdade e até agora não sabemos como será o desfecho da contradição que dispõe de um lado a força avassaladora das classes dominantes e de outro este poder mobilizador que a contraria.

Não há dúvida de que o poder econômico já domou parte da internet desde os tempos em que ela servia apenas ao mundo acadêmico. Os grandes grupos descobriram um novo campo gerador de lucros. Mas ainda restam brechas. O poder político pressiona para ocupá-las e as forças contraditórias já tomaram posição de combate: de um lado, o Poder - político e econômico - e, de outro, o impulso que conduz a humanidade à eterna luta pelo direito de contestar e de livremente expressar seus pensamentos.


Postar um comentário