sábado, 12 de março de 2016

Memórias





Não existe passado quando somos jovens. Só com o tempo uma poeira de memória vai se acumulando, uma visão mais nítida vai surgindo das brumas de momentos vividos. Cada um desses instantes corresponderia talvez a uma experiência acumulada na nuvem da vida. Este momento foi realmente vivido ou só agora está acontecendo? E por que vem carregado de recordações?

Algo indefinido nos acompanha de perto, desde tempos sem lembranças, quando olhar o mundo trazia paisagens, cheiros, cores e uma incompreensível vivência de cada minuto. Momentos despidos da consciência obscura dos homens depois de morta a inocência.

Algo de novo então se anuncia como se fora trazido pelas águas de um rio sob influência das marés numa praia estranha. Um espaço assombrado de fantasmas da vida, palco onde eles riem, te observam e te provocam para uma vez mais tentar entender a existência e os mistérios que nela habitam mas que nunca foram enunciados.
Postar um comentário