quinta-feira, 27 de maio de 2010

O homem invisivel


Em seus sonhos ingênuos povoados de absurdos, como costumam ser os sonhos, as crianças se imaginam com superpoderes, capazes de voar, destruir monstros inimigos e alcançarem a invisibilidade. As histórias em quadrinhos criaram superheróis que passaram ao cinema com o mesmo sucesso.

O homem invisível foi criação de H.G Wells, numa obra-prima de ficção científica, entre outras que ele escreveu, como A Guerra dos Mundos e a Ilha do Dr. Moreau. Quando não queria ser visto, bastava ao homem invisível retirar as faixas que usava cobrindo o corpo, para então circular entre as pessoas sem qualquer possibilidade de ser percebido.

As crianças gostariam de às vezes se tornarem invisíveis. Quando envelhecem, percebem que se tornaram mesmo invisíveis, podem andar pela rua e trafegar entre a gente, acompanhar multidões sem serem percebidas. É dessa forma que os velhos conseguem tornar reais as fantasias infantís que um dia excitaram sua imaginação.
Postar um comentário