sábado, 13 de fevereiro de 2016

Insetos



A humanidade foi capaz de se adaptar ao rude e violento planeta que habita e chegou ao ápice da cadeia alimentar. Poder supremo, dotada de inteligência, capaz de desenvolver a ciência, expressar-se pela arte, descobrir coisas e observar o mundo através de sua imanente sensibilidade. Reina entre os viventes, reinventa a natureza e, no exercício da sua vontade, influi sobre o meio ambiente em que vive.
O ser humano se desenvolveu, transformou-se em força superior, preservando características originais da sua condição de fera: animal carnívoro, omnívaro, violento e sanguinário, entre todos os bichos é o único que mata o semelhante por vingança ou pelos mais fúteis motivos.
Predador supremo, o homem está no entanto posto em risco pelo menor e mais desprezível dos seus inimigos, ameaçado de morte e extinção pelo inseto. Semeador de epidemias, propagador de moléstias mortais, com 10 milhões de espécies diferentes, o inseto tem aptidões para vencer e substituir a humanidade no domínio e na liderança da vida no planeta Terra.
Postar um comentário