terça-feira, 16 de abril de 2013

A fera humana


A notícia de um assalto com o assassínio de uma mulher e o espancamento brutal de um  velho, numa pequena, tranquila cidade do interior, faz pensar na vocação humana para a violência. Entre os diversos mitos criados em torno do ideal de felicidade, o da paz entre os homens é um dos que mais têm alimentado a ilusão dos espíritos.

A barbárie contradiz as afagadas crenças humanas, como a da evolução moral  que acompanharia o desenvolvimento da civilização. A realidade se contrapõe a esse mito e estampa diante da nossa cara que prosseguimos em nossa condição de animal predador, lobo do próprio homem.

Somos uma triste espécie de bichos capazes de sonhar sonhos de transcendência mergulhados na mais escura caverna da loucura e da violência. Os sonhos sonhos são.
Postar um comentário