domingo, 30 de dezembro de 2012

Fim de ano



A cada fim de ano o ciclo da vida recomeça nas emoções que resistiram à passagem do tempo. O calendário nos leva a refletir, lembrar algo do passado e perscrutar dúvidas, promessas e ameaças que habitam a névoa da existência.

A esperança às vezes predomina e o pensamento vagueia sobre fatos vividos, acontecimentos, algumas vitórias, decepções. Uma lembrança  desperta o sorriso e outra incomoda. A incerteza tornaria a vida mais humana? Surpreendente, desperta uma vez mais no pensamento a eterna pergunta sobre a essência das coisas.

O universo, em sua forma circular, molda de alguma maneira o sentido da vida. Há um movimento dinâmico e simbólico no qual os anos terminam e mais uma vez recomeçam caminhando na constância de um ritmo que nos conduz inelutável na direção do nosso destino. 
Postar um comentário