quinta-feira, 23 de agosto de 2012

O amor no país profundo


As personagens não têm o glamour que se costuma ver no cinema. O cenário dispensa as produções esmeradas e a música é brega. Mas o tema é universal, pois trata  do amor e seus sofrimentos. Em Vou rifar meu coração, a diretora Ana Rieper comprova mais uma vez a excelente escola brasileira de documentários.

Apesar de algumas sequências um pouco longas, o filme cativa pela sinceridade dos depoimentos num pano de fundo de canções desesperadamente sentimentais. Protagonistas anônimos e figurantes famosos como Lindomar Castilho, Amado Batista, Aguinaldo Timóteo, Wando, Nelson Ned e Walter dos Afogados. Os astros da música que dá alento às dores de corno do povo do Brasil profundo.

Do interior de Sergipe e Alagoas aos subúrbios das metrópoles, uma crônica brasileira sobre a paixão, o amor e suas formas, a traição e o abandono. Com o realce da trilha sonora de um romantismo tão intenso que só a música brega é capaz de alcançar.

Um comentário:

Blog Aprendiz disse...

Deve ser interessante! Vou procurar esse vídeo. Obrigada por comentar.